Marketing Digital

A evangelização pelas redes sociais

A evangelização pelas redes sociais

As redes sociais hoje podem ser consideradas como  uma espécie de extensão digital das relações humanas. Inicialmente esse movimento foi uma febre entre os jovens, mas hoje sabemos que se estende a uma parte considerável de público em idades variadas .

Desde o início das comunidades virtuais, a Igreja procura educar seus filhos ao bom uso desses meios, assim como motivar os fiéis a não terem medo e deflagrarem uma ação de evangelização pelas redes sociais, capaz de atrair irmãos e irmãs distantes da fé.

Na mensagem para o dia mundial das comunicações de 2019, o Papa Francisco falou sobre a relação entre as redes digitais e os relacionamentos humanos e ressaltou que “a rede é uma oportunidade para promover o encontro com os outros”. Vamos entender um pouco como utilizar as redes sociais em vista da evangelização.

A evangelização nos tempos atuais

Da divulgação de um evento à uma pesquisa de opinião organizada pela Pastoral da Comunicação, as redes sociais são um potencial meio de comunicação disponível de forma barata, acessível e intuitiva. Não precisa ser um expert em Facebook para impulsionar a publicação da programação da Semana Santa da paróquia, por exemplo. Desse modo, enveredar pelo mundo digital abre um leque de opções práticas para a evangelização.

Aprendemos com o marketing que um produto deve ser criado para atender a uma necessidade do cliente. Devemos também ter essa sensibilidade no momento em que desenvolvemos nossa comunicação nas redes sociais; saber que levamos a Palavra de Deus diante das necessidades dos fiéis. A internet nos permite ouvir o público da paróquia, do movimento ou da comunidade eclesial e compreender suas dores e anseios. Isso possibilita mergulhar no coração de Deus e discernir quais as formas de ser uma resposta para os anseios do coração de cada fiel.

5 dicas de evangelização pelas redes sociais

Podemos expor 5 dicas simples para você que deseja começar agora a trabalhar a evangelização pelas redes sociais.

1. Produzir conteúdo de modo planejado

Um grande erro de quem usa as redes sociais é não pensar de modo estratégico suas postagens, ficando só no ocasional. Quando se trata de evangelização, temos inúmeros conteúdos que devem ser explorados, afinal o engajamento de pessoas nas redes se deve, em boa parte, ao fluxo de informação que ela recebe. Uma dica é planejar ao menos uma postagem programada por dia para sua rede social, além da divulgação do cotidiano das atividades pastorais e eventos. Ter um designer gráfico à disposição para auxiliar na produção de cards para facebook e instagram é uma ótima pedida, ou usar algum programa que permita fazer criações mais profissionais, como o Canva

2. Promova os eventos da paróquia;

Utilizar as redes sociais como meio de divulgação é a bola da vez para muitas paróquias e movimentos. Portanto, explore as ferramentas disponíveis no universo digital e coloque seu evento na “boca do povo”.

Por exemplo, crie um card com as principais informações do evento (Nome do evento; tema e lema, se houver; local; data; valor de ingresso, se for o caso e alguma outra realidade que você considere importante divulgar), escolha uma imagem que retrate bem o que a pessoa pode esperar desse evento e procure harmonizar a imagem e as informações. Para isso, você também pode utilizar o Canva. Publique em um horário mais indicado para postagem na rede social que a Paróquia utiliza, e envie pelos grupos e contatos pessoais do whatsapp e peça para que sejam repassados, criando uma cadeia de divulgação.

3. Divulgue o dia a dia das atividades paroquiais;

Quem está nas redes deseja ver o cotidiano, o simples, o que está acontecendo agora, em tempo real. Por isso, explore as ações da pastoral paroquial, como iniciativas sociais, novenas, visitas missionárias, atendimentos na secretaria, informes sobre reuniões de pastoral. Isso tudo costuma produzir muito engajamento.

4. Divulgue foto dos eventos em que os fiéis estejam

As pessoas querem se ver nas redes sociais. Sempre tenha um álbum sobre os eventos, as missas e as devoções. São bons  meios de agregar mais seguidores. Por isso, invista em fotografar o povo de Deus e divulgando bem, você irá atrair, sobretudo a juventude.

5. Converse com seus seguidores.

Rede social não é mural de avisos, mas lugar de relacionar-se. É preciso investir em diálogo e partilha com o pároco, os coordenadores de pastoral, a própria Pascom, de modo que os fiéis interajam com as iniciativas e se sintam parte da vida da comunidade. Converse com seus seguidores, mostre que as opiniões expressadas nas redes são ouvidas.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe com as pessoas para as quais você acha que será útil.