Comunicação Católica

Coronavírus: Como fazer comunicação católica online

Todos vemos o desenrolar do Coronavírus, pandemia global causada por um vírus que desencadeia uma doença respiratória, com ameaça maior ao grupo de risco: pessoas mais velhas, diabéticos e fumantes. 

Ao mesmo tempo em que as autoridades sanitárias pedem que saiamos de casa o mínimo possível, eventos com aglomerações de pessoas são cancelados e os fiéis idosos são dispensados pelo Papa de irem à missa. Ao mesmo tempo, o Papa reza missa por vídeo, para evitar disseminação da doença.

Esse cenário todo nos faz pensar: como podemos fazer a comunicação católica em tempo de Coronavírus?

comunicação católica online durante o Coronavírus

7 formas de fazer comunicação católica online durante o Coronavírus

Neste momento em que as pessoas estão saindo menos de casa muitas instituições estão usando as redes sociais para alcançar os fiéis e levar para eles o Evangelho. Neste contexto, os agentes de Pascom contam com várias ações de comunicação católica que podem ser desenvolvidas. Veja se você ainda não faz alguma delas e implemente!

#1 Transmita a homilia ao vivo no Facebook e no Instagram

As transmissões ao vivo são fáceis de serem feitas, e têm grande alcance considerando que todas as pessoas que seguem as páginas da instituição recebem uma notificação da transmissão.

Sabemos que nem todas as pessoas idosas têm familiaridade com o celular, o Facebook ou o Instagram. Por isso, antes da transmissão podemos publicar um post com arte + texto pedindo aos filhos e netos de pessoas mais velhas que fiquem atentos e auxiliem seus parentes que gostam de acompanhar a missa. Com um simples gesto, facilitamos aos mais velhos assistir às transmissões com o pároco.

Para fazer as transmissões ao vivo com a logo da sua instituição aparecendo no vídeo, o Facebook fornece uma ferramenta onde você pode criar uma espécie de adesivo que vai em cima do vídeo.

Como colocar logo na transmissão ao vivo no Facebook

Basicamente, você acessa a ferramenta Facebook Frames, abre o Frame Studio (imagem acima), troca para a seleção “Câmera do Facebook” em vez de deixar em “Fotos do perfil” (imagem abaixo) e carrega a sua logo no formato PNG no local indicado.

Logo na transmissão ao vivo no Facebook

Depois, basta posicionar a logo onde você deseja e clicar em avançar. Você dá um nome para a logo e escolhe se quer que ela seja temporária ou permanente. Ao salvar, a ferramenta cria uma URL para sua imagem e, quando aberta no celular onde você vai fazer a transmissão, a logo aparece automaticamente no local onde você a posicionou.

Ficou com dúvidas? Encontramos esse passo a passo que explica bem certinho tudo o que é preciso.

#2 Criar vídeos com o pároco pelo celular, de forma simples e dinâmica

Você já fez vídeos diretamente pelo celular com o pároco? É comum que algumas pessoas achem que o resultado não fica muito profissional.

Porém, com atenção a alguns detalhes é possível captar o conteúdo de forma prática, editá-lo tirando trechos com erros ou pausas, colocar a logo da instituição e publicá-lo nas redes sociais. Veja que para isso usamos somente um smartphone e no máximo três aplicativos!

Para a gravação, encontre um espaço bem iluminado, que não tenha muito eco e seja silencioso. Se você não conta com um microfone de lapela para captar áudio, saiba que as câmeras do celular captam o som ao redor de forma bem ampla, e corrigir esses ruídos sem uma ferramenta mais completa pode ser difícil.

Com a gravação feita, é hora de editar! Isso pode ser feito pelo próprio celular, usando aplicativos que facilitam esse processo. 

Selecionamos alguns apps como opções, e na prática você vai descobrindo quais se adaptam melhor à sua necessidade.

Apps para editar vídeos no celular:

  1. YouCut – Editor (sem marca d’água)
  2. Quik;
  3. Magisto;
  4. Adobe Premiere Clip;
  5. iMovie.

Em se tratando de edição diretamente em um computador, existem opções que não são totalmente gratuitas, mas contam com um período de teste:

Vegas

Premiere

Para usar no computador, esse editor aqui é gratuito, e tem uma dinâmica de edição semelhante à antiga ferramenta Movie Maker, que vinha no Windows.

VSDC Free Video Editor

#3 Convidar agentes de saúde para falar sobre prevenção e cuidados em contexto regional

Nesse momento é muito importante transmitirmos informações verdadeiras às pessoas. E quem melhor pode fazer isso que os profissionais da saúde? 

Use esse tipo de conteúdo para reforçar a mensagem das autoridades sanitárias, e convide pessoas de Secretarias de Saúde da cidade, médicos(as) ou enfermeiras para falar diretamente à sua comunidade. E se o pároco ou o bispo puderem apoiar e endossar a conversa, com certeza a mensagem terá outro peso.

Quando trazemos alguém da nossa região para alertar sobre boas práticas e cuidados, a fala pode ser contextualizada e direcionada para os costumes locais, o que facilita a absorção por parte das pessoas.

A entrevista pode ser presencial, ou pode ser um vídeo gravado da própria casa dos profissionais. Não é possível? Peça que ele(a) envie um áudio por WhatsApp e uma foto, pois, usando o WhatsApp pelo computador podemos baixar o áudio como MP3, e subimos esse arquivo no celular novamente para o colocarmos em um vídeo… vê como as formas de trabalhar essa informação são várias?

#4 Criar imagens que falem sobre prevenção ao Coronavírus usando o Canva

Diversas empresas estão liberando funções e recursos gratuitos para que as pessoas comuniquem-se e espalhem informações confiáveis. 

O Canva recentemente liberou modelos de artes sobre o Coronavírus que podemos usar para fazermos posts com informações de prevenção, e outros bancos de imagem, como o Freepik, também liberaram várias imagens que podem ser acessadas gratuitamente na temática do Covid-19.

Não sabe de onde tirar as informações para montar esses posts? A próxima dica vai te ajudar!

#5 Repostar avisos do Ministério de Saúde e da CNBB referentes ao cenário atual da pandemia

Em vésperas de situações graves, como incêndios, terremotos e, claro, pandemias, uma das grandes dificuldades a vencermos é a distribuição de fake news e desinformação. 

Ao mesmo tempo, são várias as instituições sérias que estão publicando informações atualizadas e verídicas sobre o Covid-19. Uma dessas instituições, claro, é o Ministério da Saúde que, tanto no site quanto em suas redes sociais, publicam posts que podem ser compartilhados e repostados por sua instituição.

Outra instituição que redireciona orientações para nós, católicos, é a CNBB, principalmente através das Arquidioceses e Dioceses. Por isso, fique atento ao que sua Arquidiocese e Diocese publicam, e também repostem esses conteúdo, para que vocês tenham ações de comunicação coordenadas.

#6 Peçam o WhatsApp dos fiéis nas redes sociais

Nesse momento nós precisamos criar canais de comunicação ágeis tanto para recebermos informações quanto para que possamos compartilhá-las.

As listas de transmissão do WhatsApp são um ótimo caminho para dispararmos conteúdos. Para criar uma, precisamos dos contatos das pessoas interessadas, e aí fica fácil usar o próprio Whats para criar essa relação de contatos. 

Quer saber como fazer uma? Nós explicamos neste post, no parágrafo “Propostas de ações para melhorar a comunicação com os fiéis”. Não deixe de ler!

#7 Ferramentas de trabalho em comunicação com menor risco

Precisam trabalhar de casa? Existem ferramentas que facilitam o trabalho em equipe mesmo com todos atuando remotamente.

Para reuniões online, nós indicamos muito o Google Meet, que foi liberado gratuitamente pelo Google para reuniões com até 250 pessoas.

Além dessa existem outras ferramentas semelhantes, como o Zoom e também o Whereby, e basta que você crie uma conta para que possa fazer salas e ter suas conversas com o time.

Para gerenciar tarefas sem perder a organização das coisas, nós criamos um quadro de gestão de tarefas para a Pascom usando o Trello, uma ferramenta gratuita. Para acessar o quadro modelo e adaptar para suas necessidades, basta clicar aqui!

Cuidados na comunicação católica durante Coronavírus

Cuidados na comunicação católica durante Coronavírus

Coronavírus é uma pandemia e, por muito menos que isso precisamos tomar cuidados e precauções para fazer comunicação católica. Em primeiro lugar, evitem ao máximo sair de casa, e nem pensar em criar ações presenciais com as pessoas. Mesmo que essa já seja uma orientação da Igreja, é sempre bom reforçar.

Depois disso, cuide com a higienização dos equipamentos antes de gravar, inclusive seu celular. Neste link tem uma explicação de como limpar o smartphone sem estragá-lo, e essas recomendações de limpeza também valem para os equipamentos eletrônicos.

Este é um momento em que a presença tranquilizadora do pároco e do seu bispo é muito necessária. Por isso, pense e crie conteúdos que aproximem essas figuras da comunidade. 

É necessário que cuidemos para estimular não só a esperança para que tudo seja logo resolvido com o menor número de perdas, mas também advertir os fiéis sobre o risco de serem dominados por sentimentos de pânico, agonia e angústia, que são comuns em situações como essa. 

A Boa nova de Jesus deve nos invadir nesse momento, ter fé que Ele tudo pode, nos dá esperança para enfrentar este período difícil. “Espere no Senhor.

Seja forte! Coragem!” (Sl 27, 14)

Acessar grupo "Como vai a Pascom?"